Worldbuilding – Criação de Mundos

Sejam bem vindos ao meu mundo! Nesse post inaugural, vamos falar um pouco sobre o que é Worldbuilding.

Qualquer game designer, escritor ou narrador de RPG que se preze precisa saber muito bem o conceito de “Worldbuilding” caso queira fazer um mundo/cenário/ambientação de fantasia ou ficção científica de sucesso. A construção de mundos nos gêneros de fantasia e ficção científica é o elemento mais singular comparado à outros gêneros da literatura, é a partir dele que podemos começar a pensar na história, personagens, intrigas, objetivos e etc.

Para levarmos o assunto a sério, vamos primeiro conceituar o que venha a ser Worldbuilding: É o processo de construir mundos imaginários, muitas vezes associados com um universo fictício. O termo foi popularizado por escritores de ficção-científica por volta da década de 70.

O desenvolvimento de um cenário imaginário com qualidades coerentes, como a história, geografia e ecologia é uma tarefa fundamental para muitos escritores de ficção científica ou fantasia. A construção de mundos muitas vezes envolve a criação de mapas, uma história de fundo, e as pessoas para povoar este mundo. Mundos construídos podem enriquecer a história de fundo e da história de obras de ficção, e não é incomum para os autores rever os seus mundos ao completar seu trabalho associado. Esses mundos podem ser criados para diversão pessoal e exercício mental, ou para empreendimentos criativos específicos, tais como romances, jogos eletrônicos, ou role-playing games.

Mas como construir um mundo interessante? Simples: com muita imaginação, leitura e criatividade. Já que o mundo é seu, basta criar coisas concisas que lhe agradem, ou então, pensando como um bom game designer, que agrade seu público-alvo. A primeira pergunta a ser respondida é: “O que existe neste mundo?” Todas as coisas que você queira inserir nele precisam ser listadas e definidas neste primeiro momento. Onde, já é uma outra história.

Depois, em segundo lugar, pense na situação que este mundo se encontra. Ele está em paz? Está caótico? Tem vida? Tem guerra? Tem algo raro? Depois de responder a estas e outras perguntas, já estamos definindo o escopo central de seu mundo.

Agora é hora de pensar nas civilizações existentes dentro de seu mundo, se existir alguma. Pense na estruturação das raças ou nações, em suas leis, seus propósitos e objetivos. Pense na sociedade e nas formas de comércio. Qual o tipo de tecnologia que existirá em seu mundo? Será algo futurista? Será revolucionário? Será elétrico ou a vapor?

Depois de ter decidido tudo isto, é hora de pensar na disposição de seu mundo. Agora entra a parte de habilidades com o desenho e realmente estruturar seu mundo no papel ou na tela. Faça as divisões territoriais e pense nos elementos que podem ser colocados em diferentes locais. Defina a vegetação e os recursos naturais. Pense em desastres e pontos de perigo, assim como rotas de fuga e locais neutros. Tudo isso é fundamental para seu mundo.

Pense agora nas leis de seu mundo. O que é permitido fazer nele? Existem limitações? É importante frisar que as leis do mundo são diferentes das leis das civilizações existentes nele. São leis naturais, leis que determinam a maneira das raças viverem nele. Estas leis normalmente têm um grande papel na história que irá criar, pois devido às limitações que serão impostas aqui, os personagens vão poder ou não executar determinadas ações.

Por último, você irá pensar na história por trás deste mundo, o que aconteceu para ele ficar desta maneira, e quais as consequências de eventos passados estão acontecendo neste momento. Defina tudo minuciosamente para poder dar um embasamento concreto em sua narrativa.

A criação de mundos é muito importante para se ter uma história interessante, que faça com que o jogador queira explorá-lo. Depois de tudo isto definido, chega a hora de criar a história. Mas isto fica para outro post!

Cite this article:
Lagame C (2015-06-10 15:26:57). Worldbuilding – Criação de Mundos. Criação de Mundos. Retrieved: Jun 22, 2018, from https://www.criacaodemundos.com.br/worldbuilding/
Print Friendly, PDF & Email
Cristiano Lagame
Cristiano Lagame formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela Universidade Carioca do Rio de Janeiro em 2013. É Carioca, mas viveu na cidade de Teresópolis por sete anos, onde trabalhou como Técnico de Manutenção de Micros, Webdesigner e Programador. Depois retornou para o Rio, onde começou seus estudos para tornar-se Analista de Sistemas, profissão que permanece até o momento.

Está entre um dos incitadores do hobbie RPG no Rio de Janeiro e no Brasil. É criador e moderador de diversos grupos deste hobbie lúdico.

Foi em 1989 que teve contato pela primeira vez com o RPG, e mantendo até hoje o hábito de jogar com seus amigos e parentes ao menos uma vez ao mês de forma saudosa.

Junto com outros membros mantinha o site Spell RPG, um dos primeiros sites deste hobbie. Em 2015 entrou no curso de extensão de Game Design pela Infnet/Pix Studios, foi o que o motivou a criar o site Criação de Mundos.